Google+

27 de out de 2007

Uma certa Escolinha de Bairro...

Fundada a mais de 20 anos esta escola conta com alunos que são filhos de ex-alunos, sua comunidade no ORKUT é só elogios e saudosismos, mas o tempo passou e as coisas mudaram...
A princípio é uma escolinha bem estruturada, com salas de aula separadas por idade, sala para descanso, refeitório, cozinha, banheiros tamanho mini, 3 play-grounds, salão coberto com brinquedões, parede de escalada e um ótimo espaço externo. Oferece atividades extracurriculares, tem meio período e integral, professores graduados em pedagogia...

No dia a dia é que as coisas não funcionam muito bem. Tendo um olhar crítico a infra-estrutura da escola está mal conservada, necessita de muitos reparos, o mesmo pode-se dizer dos equipamentos.

E os problemas não páram nas questões de estrutura...

No período da manhã as crianças são divididas pela idade, mas a tarde como o número é reduzido, juntam-se salas, por vezes o jardim I fica junto com o II, por vezes o pré fica junto com o Jardim II. E as professoras precisam se virar pois as atividades são diferentes...

Alunos mais rebeldes circulam livremente pela escola e fazem o que querem a hora que querem.

As crianças passam a maior parte do dia sentadas na sala de aula, fazendo lições, estudando, aprendendo a ler e escrever...brincadeiras e atividades motoras são deixadas em segundo plano. Produzem uma pilha de papéis com tarefas, mas mal conseguem chutar uma bola...

A correção das tarefas e o preparo das próximas é feita as pressas nos pequenos intervalos, ou durante aulas extracurriculares.

As assistentes não possuem formação, falam errado.

As crianças são incentivadas a escovar os dentes, mas as escovas são guardadas todas juntas em uma caixa plástica (eca!!!!).

Salários, férias, 13º, nunca são pagos em dia, e a rotatividade dos professores é grande. Eu fiquei apenas 1 ano e meio.


Estou relatando alguns problemas que identifiquei no dia a dia de uma escolinha em que eu trabalhei, mas essa realidade é vivida em muitas outras escolas. Para evitar surpresas desagradáveis é interessante conversar com os outros pais, verificar se os professores estão satisfeitos e fazer visitas inesperadas em diversos horários (observar o que as crianças estão fazendo, como anda o estado do banheiro).


E minha experiência na escola pública? Você quer saber como foi??? Continue aparecendo por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin