Google+

21 de jun de 2010

7 recomendações para evitar a obesidade infantil

  1. Mude os hábitos alimentares de toda a família. Os pais têm que servir de exemplo para os filhos. O ideal é sempre comprar alimentos saudáveis para o consumo de todos os membros da família, como frutas, legumes, pães, biscoitos sem recheio, leite e derivados, em vez de salgadinhos, balas e alimentos com pouco teor de fibras, alto teor de gordura e alto valor calórico.É claro que a mudança tem que ser aos poucos, permitindo que a criança coma algum alimento diferente no fim de semana, como um pedaço de pizza.
  2. Planeje e organize os horários das refeições – café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia. Todos devem estar presentes e a refeição não pode ser feita em frente à televisão. É recomendado fazer seis refeições por dia;
  3. Deixe a criança ajudar a preparar os alimentos. Faça com que o ato de cozinhar seja divertido e interessante;
  4. Procure mudar as formas de preparar os alimentos, tornando a aparência mais atraente. Seja criativo durante as preparações. Uma maneira muito eficaz de estimular a criança a jantar e almoçar é fazer um prato com formas divertidas, misturando as cores dos alimentos, fazendo, por exemplo, o rostinho de um boneco com o arroz, o cabelinho com a couve, o olhinho com a cenoura, o narizinho com a beterraba. O feijão pode ser a boquinha e o bife, a orelhinha. Assim, a criança se diverte e come tudo;
  5. Não dê dinheiro todos os dias para que a criança compre merenda na escola. Estimule o filho a levar o lanche de casa, pelo menos três vezes na semana;
  6. Programe atividade física para toda a família. Se você não puder fazer isso, matricule seu filho em atividades das quais ele seja interessado. Mesmo em casa, incentive a criança a se movimentar. A atividade física é um fator super importante para o controle da obesidade;
  7. Nunca diga que seu filho está de dieta, mas, sim, que está fazendo algumas mudanças na alimentação, a fim de se tornar mais saudável. Incentive-o a reeducar a alimentação.

O que vale não é fazer a reeducação alimentar só das crianças, mas da família inteira. A alimentação saudável é importante em todas as idades, pois previne doenças e promove a qualidade de vida. Lembre-se: nunca é tarde para mudar, principalmente quando a mudança envolve o seu bem-estar e da família. Para melhores informações, consulte o nutricionista.

Um comentário:

  1. Olá !

    O número de pessoas com hipertensão no Brasil aumentou de 21,5%, em 2006, para 24,4%, em 2009. A hipertensão é uma doença silenciosa e ataca todas as faixas etárias. Por isso, junte-se à campanha de combate e controle da hipertensão do Ministério da Saúde. Você pode ajudar na conscientização da população por meio do material de campanha que disponibilizamos para download.

    Caso se interesse, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

    Obrigado!

    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin