Google+

24 de jun de 2010

Apresentações infantis são necessárias?

Mais uma vez o Blog Educar e Cuidar serve de inspiração para um post. A Thelma, autora do blog, é uma mãe exemplar. Participativa, ela acompanha de perto o crescimento e desenvolvimento do filho Gabriel e faz o mais importante: questiona. Ela respeita os profissionais que de alguma forma estão envolvidos com a criação do menino, mas faz questão de entender o porque estão agindo de determinada forma e quando discorda, não fica calada. Dá a palavra final! Ela é a responsável pela educação da criança e não passa a bola pra frente, ao contrário de muita mãe por aí.
No post Aprendiz de popstar, ela faz uma série de questionamentos sobre as "apresentações" que as crianças são levadas a fazer. Foram muitos os pontos abordados que renderiam vários posts, vou me ater à minha área, Educação Física.
Especificamente a Thelma relata sobre um convite para um apresentação de natação é questiona: "Apresentar o quê? Pra quem? Por quê? Pra quê?" Mais para frente pergunta de novo:
Qual o objetivo de uma apresentação com distribuição de medalha para crianças que nem sabem nadar ainda? Qual o ganho para o desenvolvimento delas?


Objetivos da Educação Física e Eventos Esportivos
São três os objetivos que a Educação Física deve atingir: que o indivíduo seja capaz de apreciar, usufruir e gerenciar sua própria atividade física. Para atingir esses objetivos a Educação Física deve ser abordada em três dimensões: atitudinal, procedimental e conceitual.
Sendo assim, quando ensinamos uma criança a nadar além do ato em si, da atividade física/motora, não dá para dissociá-la do esporte Natação e como Esporte não é coisa pra criança, ensinamos a apreciar a modalidade. Podemos estender isso para qualquer outro tipo de atividade físico-motora, que se assemelhe ao ato esportivo, realizado pelas crianças. Compreender os eventos esportivos faz parte das atividades relacionadas à Educação Física.
As apresentações infantis deveriam estar inseridas nesse contexto, através delas é possível reproduzir o ambiente e a dinâmica de um evento esportivo, utilizando-se das três dimensões, sem o peso ganhador/perdedor.

Apresentações das habilidades
Apresentar as habilidades desenvolvidas pela criança faz parte do processo ensino/aprendizagem. Da mesma forma que os pais vão à reunião para receber os trabalhinhos (mais tarde as provas) e conversar com a professora, em uma "escolinha de esportes" as apresentações fazem esse papel. É importante para as crianças se sentirem incentivadas e perceberem que seus esforços estão sendo valorizados. É importante para os pais entenderem o que seus filhos fazem lá. É importante para os professores prestarem contas do que estão fazendo com as crianças, entenderem as expectativas dos pais, sanarem dúvidas. Além disso é uma oportunidade de socializar.
É claro que não haveria necessidade de realizar um evento para isso se os pais acompanhassem regularmente as aulas, é bom lembrar que na maioria das escolinhas de natação existe um vidro de onde é possível assistir às aulas, poucos são os pais que o fazem. Uma outra alternativa seria estipular uma determinada semana ou mês onde os pais seriam convidados a assistir uma aula, no ambiente da piscina.
Quanto à socialização, existem outros formatos.


O modelo das apresentações
Apresentações infantis são necessárias! O problema está no modelo da apresentação que é geralmente proposta. Na maioria das vezes reproduz-se o que se viu em outro lugar, sem pensar na sua contribuição para a educação.
Quando a criança assiste à uma competição pela TV, mesmo os pequenos, percebem que nem todos ganham medalhas, isso fica mais evidente em ano de Jogos Olímpicos. Medalhas são para os melhores. Quando nos propomos a fazer qualquer tipo de atividade com crianças, esta tem que ter algum significado, caso contrário está fadada ao fracasso. Quando uma criança participa de um evento, como o proposto pela escola de natação do filho da Thelma, onde todos ganham medalha, ela entende que algo está fora do contexto e as mais habilidosas chegam a perder o interesse pois questionam porque o amiguinho que vai mal ganha uma medalha igual à dele que vai bem.
Uma sugestão interessante é realizar um evento com característica de evento esportivo, mas envolvendo jogos e brincadeiras que envolvam as habilidades aprendidas nas aulas. Ao final todos ganham uma lembrancinha do evento (pode ser por exemplo uma toalha com a marca da escola uma touquinha diferente), algo para usar que os façam lembrar daquela data. As crianças apresentam as habilidades aos pais, socializam, participam de um "evento esportivo" e principalmente se divertem. Aí eu pergunto, você acha que alguém vai querer trocar a natação por outra modalidade ou vão esperar ansiosos por outra brincadeira coletiva. Para os menores poderiam ser atividades que envolvesse a participação dos pais, em um horário diferenciado.
Outra sugestão, e essa eu fiz quando tive uma escolinha de natação (sim já fiz de tudo um pouco), é a competição por equipes. Dividimos todas as crianças em duas grandes equipes, a divisão foi criteriosa baseada no desempenho de suas habilidades, para que as equipes ficassem equilibradas. Os que sabiam nadar percorriam uma determinada distância de acordo com seu nível. Os que não sabiam cumpriram tarefas na água. Sempre dois a dois. Quem chegava primeiro pontuava para a equipe.
Durante os dias que antecederam nossa competição, todos treinaram o que iriam fazer no dia (atletas treinam!) e foram entendendo que o resultado dependeria de todos, dos bons e dos ruins. Que deveriam torcer pelos colegas e incentivar os outros.
No dia o resultado foi maravilhoso. Todos participaram, torceram e se divertiram. Grandes incentivando os pequenos, habilidosos consolando os menos habilidosos, o verdadeiro espírito de equipe.
No final a equipe que GANHOU em primeiro lugar recebeu uma medalha dourada com fita de cetim amarela, a equipe que GANHOU em segundo lugar recebeu uma medalha prateada com fita de cetim azul. Todos receberam certificado de participação, com agradecimento dos professores. Realizamos o evento no fim do ano perto do Natal, foi nossa festa de encerramento das atividades, e além da competição tivemos amigo secreto, entre todos os alunos, e comes e bebes. Foi inesquecível!

Organizar eventos esportivos para crianças dá trabalho, e é fácil perder o foco, pois são muitos detalhes. Esse em especial exigiu  muito, visto que foi realizado por apenas dois professores e um recepcionista para cerca de 60 crianças. Não basta apenas reproduzir qualquer coisa que se viu por aí é preciso pensar no que as crianças ganham com isso, exatamente como a Thelma questionou no Educar e Cuidar. Hoje,esses alunos tem entre 25 e 33 anos, lembrar deles me emociona, pois tenho a certeza que contribuí para seu desenvolvimento e fiz diferença em suas vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin