Google+

6 de jul de 2010

Mc Donald's exagera na propaganda voltada para o público infantil

No post Como frear o consumismo das crianças, eu afirmo no final, que acredito que deva haver a regulamentação da propaganda infantil, mas que os pais precisam dar o exemplo. Aqui no Criando Crianças também já questionei a culpa que colocam nas estratégias de marketing dos alimentos infantis, acredito que o problema esteja está muito mais nos hábitos alimentares que a criança desenvolve em casa do que com as propagandas.
Contudo, até eu que não sou xiita e nem saio por aí buscando culpados fora de casa pelos comportamentos que as crianças aprendem dentro de casa, fiquei incomodada com a atual campanha feita pelo Mc Donald's.

O comercial em si, não tem nada demais, é igual a tantos outros que incentivam a compra do Mc Lanche Feliz, para ganhar um brinquedo. Desta vez o Sherek do novo e último(?) filme: Sherek para Sempre. Apesar da vinculação de brinquedos à alimentos de baixo teor nutricional ser condenado por muitos e a ANVISA ter sofrido duras críticas por ter deixado o texto sobre o assunto fora da última resolução sobre a publicidade de alimentos.( Leia mais aqui e a resolução da ANVISA aqui.) O que mais me chamou a atenção foi a quantidade de inserções da propaganda durante a programação infantil, pois o lanche em si pode ser montado com produtos menos nocivos, como suco e cenoura palito, além disso sempre há a possibilidade de não oferecer o lanche para a criança, como eu digo depende mais da atitude dos pais do que da propaganda. Sem contar que é possível adquirir os brinquedos sem o lanche.

O Mc Donald's exagerou! Durante a exibição da TV Globinho, programa com desenhos animados veiculado na Rede Globo nas manhãs de segunda à sábado, não satisfeitos em aparecer em todos os intervalos, o comercial é repetido por até três vezes seguidas! Isso mesmo, três vezes seguidas! Além disso fere seu Código de Auto-regulamentação Publicitária que no item #2 afirma: Evitar propagandas em programas direcionados para crianças em idade pré-escolar. Respeitar horário/programação adequada à criança e à família.
Data da imagem: 06/julho/2010

Acredito que realmente a propaganda seja a alma do negócio, sou a favor de fomentar o consumo, afinal vivemos no capitalismo e todos nós dependemos disso, mas para tudo há limites. O consumo exagerado é nocivo, não apenas para o indivíduo, mas para toda a economia e fomentá-lo dessa forma é agredir o consumidor, é prejudicar o crescimento ordenado do país. Sou a favor de um marketing inteligente, que cria propagandas que emocionam, que seduzem, exatamente como é dito na campanha da ABA, é esse que me estimula a consumir. O resto? Irrita e vira mesmo, só o resto...

+ Populares

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin