Google+

16 de set de 2010

Guia para a Alimentação de Crianças Até Dois Anos - Passo 3

Intercale a alimentação complementar com o aleitamento. Após seis meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas, legumes) 3 vezes ao dia, se a criança receber leite materno, e 5 vezes ao dia, se estiver desmamada.

Revendo Seus Conhecimentos

Os alimentos complementares são constituídos pela maioria dos alimentos básicos que compõem a alimentação do brasileiro. Complementa-se a oferta de leite materno com alimentos que são mais comuns à região e ao hábito alimentar da família.

Os alimentos complementares, como refeição básica, três vezes aos dia, no primeiro ano de vida, vão contribuir com o fornecimento de energia, proteína e micronutrientes, além de preparar a criança para a formação dos hábitos alimentares futuros. No segundo ano de vida devem ser acrescentados, além das refeições dois lanches ao dia.

Se a criança não estiver mais sendo alimentada ao peito, a oferta diária desses alimentos deve ser de cinco vezes, a partir dos seis meses de vida.

A partir do momento que a criança começa a receber qualquer outro alimento, a absorção do ferro do leite materno reduz significativamente; por esse motivo a introdução de carnes e vísceras mesmo que seja em pequena quantidade, é muito importante.
Curso online de Alimentação do Bebê
A papa salgada deve conter um alimento do grupo dos cereais ou tubérculos, um das hortaliças (folhas ou legumes) e um do grupo dos alimentos de origem animal (frango, boi, peixe, miúdos, gema de ovo) ou das leguminosas (feijão, soja, lentilha, grão de bico).

O que a mãe deve saber

  • Se a criança estiver mamando no peito, dos seis aos onze meses oferecer 3 refeições/dia com alimentos complementares.
  • No sexto e sétimo mês, essas refeições constituem-se em duas papas de frutas e uma salgada, preparada com legume, cereal ou tubérculo, e carne ou vísceras ou feijões.
  • A partir do oitavo mês, essas refeições constituem-se em duas papas salgadas e uma de fruta.
  • A partir dos doze meses acrescentar às três refeições, mais dois lanches ao dia, com fruta ou mingau de prato.
  • A introdução dos alimentos complementares deve ser feita com colher ou copo no caso da oferta de líquidos.
  • Se a criança não estiver recebendo leite materno, oferecer 5 refeições com alimentos complementares, desde os seis meses de vida: fruta duas vezes ao dia em forma de purê e papa salgada duas vezes ao dia, além de um mingau de cereal, farinha ou amido. Quando for utilizar farinhas como milho, trigo, arroz ou mandioca, preferir aquelas que são enriquecidas com ferro.

Alimentos que podem ser oferecidos à criança como lanches

  • Frutas (banana, manga, abacate, caju, maçã, mamão)
  • Mingau de prato feito com leite (materno, de preferência*) e cereais
  • Pães e biscoitos sem recheio
  • Iogurte natural ou coalhada caseira**
  • Batata ou Aipim/mandioca cozida

* Neste caso, usar farinhas cozidas para não levar o leite materno ao fogo.
** Quando a criança não mama mais no peito

Grupos de alimentos:

Cereais e tubérculos: Arroz, aipim, batata-doce, macarrão, batata, cará, farinhas, batata-baroa e inhame.
(*) Importante: Aconselha-se às mães o uso de farinhas enriquecidas com ferro e vitamina A.


Grãos: Feijões, lentilha, ervilha seca, soja e grão-de-bico.

Hortaliças e frutas: Folhas verdes, laranja, abóbora, banana, beterraba, abacate, quiabo, mamão, cenoura, melancia, tomate e manga.

Origem animal: Frango, codorna, peixe pato, boi, ovo e vísceras (miúdos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin