Google+

14 de out de 2010

Guia para a Alimentação de Crianças Até Dois Anos - Passo 5

Saiba que a Consistência da Alimentação Complementar é Importante.
A alimentação complementar deve ser espessa desde o inicio e oferecida de colher; começar com consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumentar a consistência até chegar à alimentação da família.

É necessário que o profissional de saúde não utilize mais o termo sopa de legumes, pois este dá a idéia de consistência líquida e semilíquida, reforçando junto à mãe o uso dos termos papa ou comida.

O que a mãe deve saber

No início da alimentação complementar, os alimentos oferecidos à criança devem ser preparados especialmente para ela. Os alimentos devem ser bem cozidos. Nesse cozimento deve sobrar pouca água na panela, ou seja, os alimentos devem ser cozidos em água suficiente para amaciá-los.

Curso online de Alimentação do Bebê 

Ao colocar os alimentos no prato, amassá-los com garfo. A consistência terá o aspecto pastoso (papa/purê). Não há necessidade de passar na peneira. A utilização do liquidificador é totalmente contra-indicada, porque a criança está aprendendo a distinguir a consistência, sabores e cores dos novos alimentos. Além do que, os alimentos liquidificados não vão estimular o ato da mastigação.

A partir dos 8 meses, algumas preparações da casa como o arroz, feijão, cozidos de carne ou legumes podem ser oferecidos à criança, desde que amassados ou desfiados e que não tenham sido preparados com condimentos (temperos) picantes.

Revendo seus conhecimentos

As dietas, quanto mais espessas e consistentes apresentam maior densidade energética (caloria/grama de alimento) do que as dietas diluídas, do tipo sucos e sopas ralas.

Como a criança tem capacidade gástrica pequena e consome poucas colheradas no início da introdução dos alimentos complementares, é necessário garantir o aporte calórico com papas de alta densidade energética.

Aos seis meses, a trituração complementar dos alimentos é realizada com as gengivas que já se encontram suficientemente endurecidas (devido a aproximação dos dentes da superfície da gengiva). A introdução da alimentação complementar espessa vai estimular a criança nas funções de lateralização da língua, jogando os alimentos para os dentes trituradores, e no reflexo de mastigação.

Com oito meses, a criança que for estimulada a receber papas com consistência espessa, vai desenvolver melhor a musculatura facial e a capacidade de mastigação. Assim, ela aceitará com mais facilidade a comida da família a partir dessa idade.

Não oferecer, como refeição, alimentos líquidos de baixa densidade energética do tipo sopas e sucos.

A alimentação oferecida à criança deve ser, desde o início, espessa sob a forma de papas e purês porque garante a quantidade de energia que ela precisa para ganhar peso e ter saúde.

Recomendações para a papa salgada

a) Cozinhar bem todos os alimentos, para deixá-los bem macios.
b) Amassar com garfo, não liquidificar e não passar na peneira.
c) A papa deve ficar consistente, em forma de purê grosso.
d) oferecer a primeira papa salgada no almoço e quando o bebê tiver 7-8 meses oferecer outra papa salgada no jantar.

Um comentário:

  1. É bom saber! Meu bebê tem nove meses e já vou começar a dar "comida de verdade" e não papinha para ele.
    Abç
    Adri

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin