Google+

8 de jan de 2016

Corridas e revezamentos: parte IV - Corrida de Três Pernas

Um clássico das brincadeiras de correr na corrida de três pernas, as pernas dos parceiros são amarradas o que obriga a coordenarem a corrida, tornando a brincadeira divertida e desafiadora. Além de ser uma ótima oportunidade de trabalhar a habilidade motora básica de locomoção é excelente como desafio de trabalho em equipe.

Corrida de Três Pernas

Idade: 6 a 14 anos

Objetivo: Trabalhar a capacidade de se locomover em dupla, coordenando a passada com o companheiro.

Material: Corda ou bandana

Jogando...

Marque duas linhas, uma para saída e outra para chegada com distância de 9m a 15m uma da outra. Se a atividade for feita em uma quadra, pode-se aproveitar as linhas existentes. Nessa brincadeira é possível fazer corrida simples ou revezamento, vamos explicar as duas formas.

Para preparar, separe as crianças em duplas com altura aproximadamente igual. Amarre a perna direita de uma criança na esquerda da outra, lado a lado. Use a corda ou a bandana, mas não aperte muito!

Corrida de três pernas simples

Participantes ficam na linha de largada, lado a lado, e a duplas com os braço passado sobre o ombro do companheiro, para facilitar. Ao sinal correm na direção da linha de chegada. O desafio é coordenar as passadas, já que as pernas do meio estarão amarradas e deverão se movimentar juntas.

Se caírem, precisam arrumar uma forma de ficar de pé, sem soltar as pernas. E então continuar.

Ganha quem chegar primeiro, na linha de chegada.

Corrida de três pernas revezamento

É basicamente igual à anterior, a diferença é que as duplas ficarão divididas em duas equipes, que se posicionarão atrás da linha de largada.

Cada dupla deve ir até a linha oposta e retornar ao ponto de saída, tocando na dupla seguinte e assim sucessivamente. Ganha a equipe que terminar primeiro.

Para deixar a brincadeira mais complexa uma das crianças pode estar de costas. Mas cuidado, use esse recurso apenas se entender que as crianças são maduras o suficiente para se locomover assim

4 de dez de 2015

Arte na Estrada - Campanha bacana do Grupo CCR


Estava indo para um compromisso na cidade de São Paulo (moro em Itu - interior de SP), quando recebo um cartão no pedágio. A princípio pareceu mais uma das inúmeras campanhas contra acidentes, uso de cinto de segurança ou convite para algum evento em cidades próximas. Quando abri tive uma grata surpresa: um desenho feito só pra mim! Então, meu marido falou que também tinha recebido outro, um pouco mais cedo.

Trata-se de uma campanha bem bacana do Grupo CCR, que administra várias rodovias entre elas um trecho Castelo Branco (SP), que eu uso frequentemente, chama-se Arte na Estrada. A campanha faz parte do Programa Estrada para Cidadania. Uma ação educacional que leva ensinamentos e reflexões sobre meio ambiente e cidadania aos alunos do 5º ano da rede pública de ensino e é realizada junto às prefeituras de 110 municípios servidos pelas Concessionárias de Rodovias do Grupo CCR.

Frente do cartão

Verso do cartão

O programa atendeu mais de 2 milhões de alunos e 80 mil educadores desde a sua implantação em 2002 (já fazem 13 anos e eu nunca tinha ouvido falar!). Os materiais didáticos e das atividades do Estrada para a Cidadania são fornecidos gratuitamente pelo Grupo CCR.

As crianças não são identificadas pelo nome, o que é bem legal. E no cartão está escrito que este ano estão aprendendo dicas de proteção ambiental e valores de cidadania com seus professores.

O desenho abaixo foi feito pelo(a) aluno(a) número 16 do 5º ano do Ensino Fundamental, da Profª Valéria, da EM Tereza Ciambelli Gianini, da cidade de Sorocaba e ele representa: "A natureza: e aqui está uma praia super linda".

Gostaria de agradecer pelo presente recebido! E dizer que espero realmente poder desfrutar de uma praia tão linda quanto essa do desenho!



Esse foi o presente que meu marido ganhou. 

O desenho abaixo foi feito pelo(a) aluno(a) número 07, do 5º ano do Ensino Fundamental, da Profª Márcia, da CEMEB Dimarães Antônio Sandei da cidade de Itapevi e ele representa: "... É um rio poluído, e um não poluído".

Também adoramos esse aqui e gostaríamos muito de agradecer! Vamos seguir essas dicas mantendo nosso lixo organizado para que ele não polua os rios. 



Rios limpos e cheios de peixe e praias maravilhosas são um sonho e no que depender dessa garotada, possíveis de serem realizados.

Mais uma vez agradecemos os desenhos recebidos e o carinho com o qual foram feitos. Bela campanha CRR!

9 de nov de 2015

Passo a passo: Enfeite de Natal para fazer com as crianças

Achei essa ideia no site da Megan Duerksen (em inglês) e é simplemente sensacional para fazer com as crianças para enfeitar a árvore de Natal.

Dá para enfeitar a árvore da escola ou da sala de aula com essas bolas e depois cada criança leva  a sua para casa. Outra ideia é reunir os primos e amigos para decorar a árvore em casa, super divertido!



Enfeite de Natal com mão das crianças

Material

  • Bolas de natal coloridas que caibam na palma da mão das crianças.
  • Tinta PVA branca
  • Pincel
  • Caneta permanente (marcar CD)
  • Retalhos de feltro
  • Cola quente ou cola branca
  • Fita para pendurar


Passo a passo

1- Pinte a palma da mão da criança com tinta branca, usando um pincel.


2- Prepare a bola amarrando a fita na parte superior, isso facilitará o processo de segem e depois será usado para pendurar na árvore.
Peça para que a criança mantenha a mão aberta. Segure a bola pela parte de cima (pelo pino) e apoie na mão úmida de tinta.


3- Peça para que a criança feche a mão, segurando a bola, mas mantendo os dedos separados.


4- Peça para a criança abrir a mão.



5- com a ponta dos dedos sujas de tinta faça pintinhas em toda bola imitando flocos de neve.
Pendure e aguarde secar.
Depois de seca, use a caneta permanente para desenhar a carinha do boneco de neve. Usando a cola quente ou cola branca, cole pedaços de felro para decorar.


6- Na marca da palma da mão, escreva o nome da criança e a data.


3 de nov de 2015

Brincadeira para dia de Chuva: a dança das estátuas

A dança das estátuas é uma ótima opção de brincadeira para dia de chuva. Ela não requer muito espaço, nem equipamentos e pode ser feita com qualquer quantidade de crianças.


Dança das estátuas

Idade: 4 a 10 anos

Objetivo: Trabalhar tempo de reação. Desenvolver habilidde motora de estabilização.

Material: Fonte musical (aparelho de som com cd, MP3 ou outra tipo)

Jogando...

As crianças deve ficar distribuídas aleatoriamente no espaço escolhido, dançando ao som da música escolhida.

Em um determinado momento a música deve ser interrompida e as crianças, instruídas previamente, devem parar de dançar e permanecer na mesma posição, como estátuas, até que a música inicie novamente.

A princípio pode parecer fácil e monótono, mas podemos dificultar um pouco a tarefa com as sugestões abaixo.

1- Inicie apenas tocando e parando a música com intervalos de 20 ou 30 segundos. Para que todos se habituem e compreendam a brincadeira.

2- Aumente o tempo que a música fica tocando a fim de que se distraiam. Pare a música quando menos esperarem.

3- Diminua o tempo que a música fica tocando. Deixe tão rápido que será quase impossível dançar!

4- Sugira que a dança deve ser feita de uma forma determinada: dançar como um macaco, dançar sentado, dançar como se estivessem na lua etc.

5- Enquanto estiverem paradas, na posição de estátua você pode fazer alguma graça, ameaçar fazer cócegas, tudo com o objetivo de fazê-las se mexer.

As crianças que se mexerem quando a música parar, devem sair da brincadeira. Ganha a criança que conseguor permanecer até o fim.

27 de out de 2015

Passo a passo - Dobradura de Halloween: abóbora

A abóbora que é usada como lanterna é um dos símbolos do halloween. Nesse tutorial vou ensinar a fazer passo a passo uma dobradura de halloween que imita essa abóbora. É uma boa opção para fazer com as crianças para decorar a sala de aula por exemplo.

Esse origami de halloween é de nível fácil, embora tenha alguns detalhes que podem ser difíceis de executar por crianças muitos pequenas, necessitando da ajuda de um adulto.

Para quem nunca fez dobraduras existem duas regras para que ela fique bem feita. A primeira é ter paciência e dobrar o papel exatamente nas marcas indicadas e a segunda é marcar bem as dobras passando o dedo sobre elas, pois essas marcas podem facilitar dobras seguintes.


Passo a passo - Dobradura de Halloween: abóbora

Material
  • Papel para dobradura laranja
  • Caneta hidrocor

Passo a passo


1- Dobre o papel ao meio
2- Dobre novamente ao meio
3- Abra o pepel no local indicado e prepare-se para a próxima dobra.

4- Com a parte aberta do papel achate formando um quadrado. As marcas das dobras anteriores ajudarão nesse passo.
5- Vire sua peça ao contrário.
6- Repita o processo dos passos 3 e 4. Perceba que ficará em forma de quadrado!



7- Dobre para dentro na marca da linha pontilhada. As marcas das dobras anteriores irão ajudar nesse passo
8- Dobre para trás, na marca da linha pontilhada.
9- Sua peça ficará parecida com um balãozinho, sobre um quadrado. Então dobre a ponta de cima para trás.

10- Dobre a ponta de baixo para trás.
11- Dobre as pontas laterais para trás.
12 - Seu origami de abóbora está pronto! Desenhe os olhos, boca e nariz com canetinha hidrocor e divirta-se!

Por: Fumiaki Shingu

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin