Google+

21 de mai de 2012

Xuxa diz que foi abusada sexualmente na infância e chama a atenção dos pais para o problema

A apresentadora Xuxa Meneghel, a Rainha dos Baixinhos, conta em depoimento no quadro "O que vi da vida"  exibido pelo Fantástico (20) que foi abusada sexualmente até os 13 anos. Clique aqui se você não assistiu. O relato da apresentadora trás pontos comuns à maioria das crianças que passam por essa terrível experiência.


Um ótimo livro que ajuda a tratar do assunto junto às crianças é Segredo Segredíssimo, da escritora baiana Odívia Barros. Ela, que sofreu abuso sexual durante a infância, se motivou a escrever um livro para ajudar pais, psicólogos e professores a orientarem as crianças a lidarem com o abuso sexual.

Adriana é uma menina triste que tem um segredo segredíssimo. A sorte dela é que sua amiga Alice é muito esperta, e ao saber do segredo dá a Adriana um conselho conselhíssimo. Adriana segue o conselho e sua vida muda para melhor. Livro infantil polêmico e inovador, já avaliado por educadores, e que vai dar o que falar. A autora toca delicadamente – mas com firmeza – na questão do abuso infantil. Destinado à educação infantil nas escolas públicas e privadas. 
Clique aqui para comprar o livro! 
 

O abusador é geralmente alguém próximo

Temos o hábito de alertar nossas crianças para terem cuidados com pessoas estranhas e de fato temos razões para isso, contudo nos casos de abuso sexual a maioria são pessoas próximas da família. Pai (38%*) e padrasto (29%*) lideram o ranking dos abusadores seguidos de avôs e tios. *Dados do Disque denúncia entre 2003 e março de 2011 (estima-se que os números reais sejam muito maiores)

Como na maioria dos casos pessoas que abusaram de Xuxa eram próximas da família. Ela contou que o fato ocorreu em diversas ocasiões, feito por pessoas diferentes e de formas diferentes e citou dois exemplos: o melhor amigo do pai e um homem que iria casar com sua avó.

Sentimento de culpa, medo e confusão são comuns

Crianças abusadas geralmente se sentem culpadas pelo ocorrido, mesmo sem compreender exatamente o motivo. Eles se vêem como provocadores de uma situação. E foi exatamente como Xuxa afirma ter se sentido, achava que o abuso estava acontecendo por causa de alguma roupa que estava usando ou por alguma atitude.

O medo de denunciar também existe, principalmente quando existe vínculo familiar. A criança tem medo de ser repreendida, medo de causar problemas na família, medo da prisão do agressor etc.

Sentimentos se confundem facilmente na cabeça da criança que pode até achar o abuso prazeroso, mas ao mesmo tempo saber que está errado, sentindo-se culpada por não conseguir se livrar da situação, conforme afirma a psicóloga Jaqueline Soares Magalhães, consultora da Childhood Brasil, organização internacional para proteger as crianças.

Mudanças no comportamento podem indicar que algo não vai bem

Atenção à mudanças bruscas no comportamento das crianças podem indicar algum problema. Fique atento quando acontecer:

  • mudanças no comportamento (os falantes se calam, os agitados acalmam, os calmos ficam agressivos etc)
  • alterações no sono
  • queda no rendimento escolar
  • voltar a fazer xixi na cama ou nas calças
  • medo de ficar sozinho com adultos
  • brincadeiras agressivas
  • muito choro ou aversão a contato com outros
  • sexualidade exacerbada

2 comentários:

  1. Posso replicar seu post no meu Blog?
    Acho que ficou bem completo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Josi,

    Claro que pode, é só citar a fonte!

    Abraços

    Denise

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin