Google+

30 de dez de 2012

Os dois tipos de criança

Existem dois tipos de criança. As bem educadas e as mal educadas, não queridos leitores, não existe meio termo e já explico o porque.



As bem educadas desde cedo fazem uso daquelas palavrinhas mágicas, como por favor, obrigado e desculpe, comportam-se adequadamente, não fazem escândalo, obedecem aos pais e professores, tem limites. Claro que tudo conforme a idade, cometem uma gafe, são alertados pelos pais e vão aprendendo, desenvolvendo um bom comportamento social.

Já as mal educadas também, aprendem. Aprendem a não ter limites e desenvolvem um comportamento social que, dependendo da idade, beira o inaceitável.

Observe os adjetivos usados: bem e mal educadas. Eles remetem a quem as educa. Costumo dizer que crianças são como esponjas: absorvem tudo que está a sua volta. Absorvem não só o que lhes é ensinado com palavras, mas principalmente o que lhes é passado como atitude.

Os pais (ou aqueles que criam), são os grandes responsáveis por determinar o tipo de criança que será o seu filho (que irá refletir na vida adulta, mas isso é tema para outra ocasião). E não adianta vir com o discurso do faça o que falo, mas não faça o que faço, pois isso não funciona com as crianças. Por isso da próxima vez que, na frente do seu filho...

  1. Colocar os pés sobre mesas e cadeiras;
  2. Destratar um empregado;
  3. Jogar lixo no na rua;
  4. Errar e não se desculpar (e isso inclui o seu filho);
  5. Bater a porta na cara das pessoas;
  6. Revidar uma fechada no trânsito;
  7. Brincar com a comida;
  8. Xingar pessoas;
  9. Tiver atitudes egoístas;
  10. Gritar com as pessoas;
  11. Responder de forma grosseira;
  12. Deixar de agradecer;
  13. Faltar com a palavra dada;
  14. Mentir;
  15. Não tomar banho;
  16. Não escovar os dentes;
  17. Colocar o dedo no nariz;
  18. Palitar os dentes;
  19. Manter os ambientes bagunçados;
  20. Não lavar a própria louça;
dentre tantos outros exemplos que poderia dar. Toda vez que tiver uma atitude mal educada, lembre-se da esponja e não espere que ele aja de forma diferente da sua e não culpe a criança por isso. Afinal educação vem de berço, sendo boa ou ruim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin