Google+

27 de mai de 2013

Poemas infantis retratam com humor o mundo dos seres sobrenaturais

Um livro infantil para quem gosta de espanto. Chá de sumiço e outros poemas assombrados, lançamento da Autêntica Editora, provoca arrepios. Mas não de medo, e sim de puro prazer, com os divertidos poemas em que o paraibano André Ricardo Aguiar transforma situações de terror em deliciosos jogos de linguagem, que se juntam às imagens engraçadas e coloridas de sua conterrânea Luyse Costa.

Clique aqui para comprar

O livro é um conjunto de poemas de terror, mas também a crônica de seus personagens  - como Frankenstein, vampiros, morcegos e almas penadas - , às voltas com suas pequenas aflições e dilemas cotidianos, mostrando que esses seres também são “gente como a gente”. No texto, o cronista se mistura com o poeta, transformando situações assustadoras em adoráveis brincadeiras poéticas. São 25 poemas lúdicos e líricos, curtos e bem-humorados, como o “De pai para filho”: “O fantasminha mal saiu das fraldas e já levando bronca do fantasma pai: – Cresça e desapareça!”

A partir da leitura, o pequeno leitor vai brincar e questionar seus pequenos e grandes medos, descobrindo novas e inusitadas facetas dos seres tenebrosos que aterrorizam nossa infância.

Sobre o autor - André Ricardo Aguiar nasceu em Itabaiana, Paraíba, e atualmente mora em João Pessoa, onde desenvolve ações culturais na área literária. Desde pequeno, gosta de observar as coisas no mundo. Uma das que mais o assombrava era o escuro da noite, no qual enxergava muitas histórias, que um dia caíram no papel. Depois que cresceu, resolveu ser escritor. Fez livros para adultos e alguns para crianças. Gosta de escrever poemas, contos e crônicas. Quando não tem companhia suficiente, faz amizade com monstros, bichos esquisitos e fantasmas. Eles o incentivam a escrever cada vez mais.

Sobre a ilustradora – Luyse Costa desenha criaturas estranhas desde criança. Passou a infância com a família em um sítio na Paraíba e lá viveu muitas aventuras: já correu de mãos dadas com o Curupira e conversou com o Bicho-Papão, soltou pipa com o Conde Drácula e brincou de cabra-cega com o Lobo Mau. Quando cresceu, passou a conviver mais com os seres humanos. Para entendê-los, foi estudar História na faculdade. Com o passar do tempo começou a ilustrar profissionalmente para agências e produtoras. Hoje mora em São Paulo, onde seus amigos esquisitos costumam visitá-la. Quando está com eles, o papo é bom e sua imaginação bate asas e voa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin