Google+

17 de jan de 2014

Assistir TV causa prejuízo no desenvolvimento de crianças até 2 anos

Um relatório divulgado pela Associação Americana de Pediatria afirmar que assistir TV causa prejuízo no desenvolvimento de crianças até 2 anos. Conforme o relatório a TV distrai as crianças e substitui relações que seriam importantes nessa fase.



Seriam afetados o desenvolvimento da fala e da coordenação motora, mesmo quando se trata de programas educativos, o motivo é simples. Bebês e crianças se desenvolvem mantendo relações e crianças, principalmente as pequenas não interagem com as mídias.

Traduzindo para quem ainda não entendeu: crianças até 2 anos não entendem o que está se passando na TV. E ainda precisam do estímulo de um adulto para ajudar no seu desenvolvimento.

O vilão não é a TV

O que esse relatório não fala, mas é algo que observo há anos é que o grande vilão são pais e mães que delegam a educação dos filhos. Delegam para a TV, para uma babá sem preparo, para a avó que já não tem mais pique de cuidar das crianças em tempo integral e ainda tem os tablets, celulares e uma infinidade de eletrônicos que na cabeça dos pais ajudam.

A verdade é que criar crianças dá trabalho, elas precisam de estímulos adequados à idade para que tenham um bom desenvolvimento. Não adianta ter pressa, pular etapas. A criança vai assistir TV, vai aprender usar o tablet, vai jogar vídeo-game, pois são coisas que fazem parte do nosso cotidiano, então não há motivo para atropelar, colocar o carro na frente dos bois.

Dicas para ajudar no desenvolvimento da criança

1- Converse com seu filho
Fale com ele, desde os primeiros dias. O bebê aos poucos vai reconhecendo a voz da mãe, começa a perceber a entonação da voz e depois passa a compreender o significado das palavras aos mesmo tempo que vai tentar repeti-las. Use frases curtas, expressões de fácil entendimento, estimule que o bebê repita. É muito comum os pais anteciparem os desejos da criança e isso pode atrapalhar. Por exemplo se seu filho quer água e aponta para o copo, não dê imediatamente. Repita: você quer água? Á-gua! E então entregue o copo.

2- Quanto mais simples é o brinquedo melhor
Quantas vezes a caixa do brinquedo desperta mais interesse na criança do que o próprio brinquedo? Caixas, tubinhos, brinquedos de empilhar e montar são os mais indicados para crianças entre um e dois anos. Para as menores, brinquedos que emitem sons aos serem manipulados e com cores vibrantes são os mais indicados. Crianças com mais de três anos adoram brinquedos que estimulam a criatividade como massas de modelar, por exemplo. E que tal giz de cera e papel?

3- Brincadeiras com o corpo
Correr, chutar, arremessar, saltar ou simplesmente andar são brincadeiras que divertem e ajudam muito no desenvolvimento. Para os bebês, se arrastar, engatinhar, ficar de pé.
Brincar de esconder partes do corpo, de perguntar onde fica tal parte, também são ótimos estímulos. Para os maiores, que tal desenhar? Uma atividade super divertida para fazer com crianças com mais de 3 anos é deita-la em um grande pedaço de papel craft, contornar o corpo e depois pedir para que ela termine o desenho fazendo os detalhes como cabelos, olhos, roupa.

4- Brincadeiras ao ar livre
Levar a criança ao parque, à praia, brincar na areia (cuidado com os menores de 2 anos), escorregar, balançar ou simplesmente passear entre as árvores, gera uma série de estímulos super importantes no desenvolvimento da criança. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin