Google+

30 de dez de 2008

Irmãozinho no pedaço: dicas para contornar o ciúme


A leitora Vivi está passando por momentos difíceis com sua filha de 8 anos. Há cinco meses ela deu a luz à outra menina e o comportamento da sua filha mais velha mudou. A Vivi conta que a menina era tudo de bom e que agora responde, enfrenta e avança sobre ela.
Esse comportamento é muito mais comum do que se pode imaginar, outros tipos de reação negativa também são comuns. Algumas crianças ficam mais tímidas, outras choram mais e há aqueles que regridem, passam ter comportamento de quando eram menores (fazer xixi na cama, chupar chupeta).
Há pouco tempo a Coral veiculou um comercial que tinha o medo e o ciúme pela chegada do irmãozinho como tema. Muito engraçada a campanha mostrava um garotinho que imaginava sua vida ficando toda cor-de-rosa, poque ia ganhar uma irmã. A solução não poderia ser melhor...
Dicas para fazer fazer a chegada do irmãozinho menos turbulenta:
  • Todas as alterações na vida do irmão mais velho devem ser feitas antes do segundo filho nascer, para que ele não associe as mudanças à chegada do irmãozinho.
    Leve seu filho em uma ou duas consultas pré-natais, e em especial ao ultra-som. Mostre que ele também faz parte do processo.
  • Não diga: “Não se preocupe, pois mesmo com a chegada do novo bebê nós vamos continuar a gostar de você” - por mais bem intencionadas que sejam, tais afirmações podem causar preocupações em seu filho. Ele pode se sentir incapaz de competir com o bebê.
  • Envolva seu filho nos preparativos: peça ajuda na escolha dos móveis, roupas e brinquedos para o quarto do bebê.
  • Apresente ao seu filho os nomes que você pensa em dar ao bebê, integrando-o nesse processo de escolha.
  • Se o pai não se elvolve nos cuidados com a criança, comece a trazê-lo para as rotinas de alimentação, banho e hora de dormir, para que ele possa substituí-la da melhor forma quando você estiver no hospital ou ocupada com o novo bebê.
  • À medida em que a data do parto se aproxima, prepare seu filho sobre o fato de você precisar passar algum tempo no hospital quando o bebê chegar. Peça a ele ajuda para arrumar as malas. Certifique-se de que a pessoa que ficará com ele está completamente familiarizada com sua rotina.
  • Após o nascimento do bebê, você pode pedir para o seu filho mais velho auxiliar nas tarefas com o irmãozinho, como ajudar a dar banho, escolher a roupa que ele irá vestir, etc, dando sempre um enfoque positivo para criar uma simpatia mútua.
  • Cuidado paranão deixá-lo sozinho com a babá ou matriculá-lo na escolinha após o nascimento do bebê. Tente antecipar essas ações para que seu filho não se sinta excluído.

fonte: Alô Bebê


Leia também:
Agressividade na Infância
Socorro: Chamem a Super-Nanny!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin